Os primeiros anos

Karl Benz nasceu em 25.11.1844, filho de um condutor de locomotivas em Karlsruhe. O pai morreu apenas dois anos depois do nascimento de Karl. Apesar dos limitados recursos financeiros a mãe tratou de dar-lhe uma boa educação.

Karl Benz freqüentou o ginásio e estudou depois na Escola Politécnica de Karlsruhe. Conseguiu seu primeiro emprego em Mannheim numa fábrica de balanças como desenhista e construtor. Quando perdeu seu emprego em 1868, ele foi para uma fábrica de máquinas, que se dedicava à construção de pontes. A este emprego seguiu-se uma temporada em Viena, também numa firma construtora de aço.

O início





Em 1872 Bertha Ringer e Karl Benz casaram-se. Mais tarde, Bertha seria crucial para o sucesso da jovem empresa. Ela realizou a primeira viagem de longa distância do mundo, transformando-se na primeira automobilista feminina da história.
Karl e Bertha tiveram juntos cinco filhos.

Em 1871 Karl Benz fundou junto com o "mecânico" August Ritter sua primeira firma em Mannheim. Como Ritter não era um sócio confiável, Karl Benz pagou a ele com a ajuda de sua noiva Bertha Ringer e continuou com a empresa sozinho.

Berta Benz sempre esteve lado a lado com seu marido, representando um sólido apoio em numerosas crises. Com a viagem que realizou às escondidas no carro motorizado patenteado por Karl Benz, em agosto de 1888, converteu-se em autora de um importante capítulo da história automobilística. Ela foi a primeira automobilista do mundo.

No início os negócios de Karl Benz iam muito mal. Sua "Fundição de Aço e Oficina Mecânica", mais tarde conhecida como "Fábrica para Máquinas de Trabalhar Chapas" experimentou a penhora de ferramentas.

Para encontrar uma nova base existencial, Karl Benz dedicou-se intensivamente a motores de dois tempos, dos quais o primeiro motor funcionou satisfatoriamente pela primeira vez em 1879, depois de dois anos de desenvolvimento.

Este motor foi construído conforme princípio de dois tempos, porque a Fábrica de Motores Deutz já tinha conseguido a patente alemã para o motor de quatro tempos, em 1877. Benz também recebeu várias patentes básicas para seu motor de 2 tempos, como por exemplo a regulagem de rotação. Para a ignição ele utilizou sua recém desenvolvida ignição a bateria.

Em 1882 com novos investidores e participantes, assim como a ajuda financeira dos bancos, transformaram a empresa numa sociedade por ações e denominaram a firma "Gasmotoren-Fabrik Mannheim".
Karl Benz tinha 5% das ações e era um dos diretores mas seus associados queriam influenciar suas construções, Karl Benz, mais uma vez, saiu da jovem companhia já em 1883.

Benz & Co.

Benz conseguiu no mesmo ano apoio financeiro dos investidores Max Rose e Friedrich Wilhelm Esslinger. Em outubro de 1883 fundaram a firma "Benz & Co. Rheinische Gasmotoren-Fabrik".

A empresa expandiu-se rapidamente para 25 trabalhadores e até licenças para a construção de motores a gasolina podiam ser vendidas.
Benz podia dedicar-se sem problemas ao desenvolvimento de seus motores automobilísticos. Assegurado financeiramente, ele começou com a construção de um veículo de concepção própria, ao qual integraria seu motor de quatro tempos a gasolina, em contraposição à Daimler que montava seu motor numa carruagem adquirida externamente.


Em 1886 ele recebeu uma patente pelo veículo e introduziu seu primeiro "veículo Benz motorizado e patenteado" ao público.
Nos anos 1885-1887 foram montados ao todo três versões dos triciclos:o modelo 1, que Benz doou ao Museu Alemão como presente em 1906; o modelo 2 que foi várias vezes modificado e finalmente o modelo 3 com rodas de raios de madeira, que Bertha Benz também utilizou para sua primeira viagem de longa distância.

A demanda crescente por motores estacionários exigiu a mudança da Benz & Co. para instalações produtivas maiores.

Em 1890 a "Rheinische Gasmotoren-Fabrik", com a admissão dos novos sócios Friedrich von Fischer e Julius Ganss, transforma-se na segunda maior fábrica de motores da Alemanha.

Em 1893 Karl Benz introduziu a manga da barra da direção na construção de veículos pesados e em 1896 ele desenvolveu o Contra-Motor, ancestral dos atuais motores boxer (de cilindros antagônicos).

Maior fabricante automobilístico do mundo

O desenvolvimento para números produtivos maiores a Benz & Co. conseguiu com o "Velo". Um automóvel leve, de preço acessível que foi produzido de 1894 a 1901. Este automóvel, pelo número de 1200 veículos produzidos, pode ser considerado o primeiro automóvel produzido em série.

Na virada do século a Benz & Co. se transformaria no maior fabricante automobilístico do mundo.

Em 1899 a firma seria transformada numa sociedade por ações. Ao lado de Karl Benz, Julius Ganss se tornaria membro do conselho responsável pelas atividades comerciais.

De 1890 a 1899 a força de trabalho pulou de 50 para 430 homens. Neste ano, foram construídos 572 veículos pela Benz.


Os últimos anos

A partir de 24.01.1903 Karl Benz retirou-se da vida ativa da companhia, passando a fazer parte do conselho de administração. Sua saída baseou-se no fato da alta administração ter contratado um grupo de construtores franceses para a fábrica de Mannheim, para fazer frente à concorrência da Mercedes, com produtos equivalentes. Isto, contudo, acabou criando disputas internas.

Com Karl Benz sairam também seus filhos Eugen e Richard; Richard, contudo, voltaria em 1904 como gerente de vendas da divisão de automóveis de passageiros. Até o fim daquele ano foram vendidos 3480 automóveis Benz.

Em 1906, Karl Benz fundou a companhia Carl Benz Söhne, em Ladenburg, cujos proprietários eram Karl Benz e seu filho Eugen. Depois de ter falhado o novo negócio com a fabricação de motores de exaustão a gasolina, eles mudaram-se para lá com a construção de veículos e eles produziram, em 1923, 350 veículos "Carl Benz Söhne". A família tinha também, nesse meio tempo, mudado seu domicílio para Ladenburg.

Em 1912, Karl Benz retirou-se da atividade, deixando seus dois filhos na direção. A empresa expandiu seus negócios e diversificou suas atividades, como por exemplo a exportação para a Inglaterra, onde os veículos "Benz Söhne" desfrutavam de grande popularidade, especialmente na aplicação de taxís por sua grande confiabilidade.

Em 1923, o último veículo foi produzido, embora um ano mais tarde ele tivesse montado ainda dois veículos de 8/25 HP, que Karl Benz utilizou como veículos privados e de uso comercial. Ambos os veículos existem até hoje.


Karl Benz num desfile de automóveis em Munique, em julho de 1925.

Contrariamente a Gottlieb Daimler, que morrera já em 1900, Karl Benz pôde conviver com o grande progresso da motorização e desfrutar de seus resultados.

Karl Benz faleceu em 04 de abril de 1929, em sua casa em Ladenburg. Hoje esta casa transformou-se na Fundação Karl Benz e Gottlieb Daimler, como sede da fundação sendo também utilizada como centro de eventos.